• Livro
  • Literatura Estrangeira

As Aventuras de Tartufo do Majestoso Mississippi

  • Livro
  • Literatura Estrangeira

As Aventuras de Tartufo do Majestoso Mississippi

AutorPhyllis Shalant

Editora:  Bertrand

Ano:  2008

Conserva��o da Capa:  Ótimo Estado

Conservação do MioloÓtimo Estado

ISBN:  852861316X

Acabamento:  Brochura

N� de P�ginas:  190

Formato:  14 x 21

Idioma:  Português

50% off

De: R$ 20,00

por R$ 10,00

Nota do Messias

Não constam, no presente exemplar, marcações à caneta, a lápis ou folhas rasgadas.

Sinopse

Tartufo é uma tartaruguinha de estimação que nunca conheceu o mundo ao qual realmente pertence. Sempre viveu em seu aquário, com o calorzinho da lâmpada cor de laranja que o aquece, seus floquinhos de ração e algumas folhas de alface. Mas sua vida não é tão tranqüila quanto aparenta: vira e mexe, Davy, o caçula dos três irmãos com quem vive, o coloca dentro do bolso da camisa, o agarra e rodopia. Sua vida, no entanto, virará de cabeça para baixo (ou, no caso, de casco para baixo), quando, por acidente, se virs sozinho nas águas perigosas de uma lagoa. Assim tem início As aventuras de Tartufo do Majestoso Mississippi, de Phyllis Shalant, uma história empolgante e divertida. Certo dia, os irmãos decidem assistir a um programa de televisão sobre animais. Não era um programa sobre dinossauros ou feras selvagens, mas sobre o majestoso rio Mississippi e suas tartarugas. Em meio a brincadeiras, o caçula coloca Tartufo, ou Tufinho, como é chamado, na palma de sua mão e mostra ao bichinho todas as maravilhas que estão sendo exibidas. A tartaruguinha logo vira motivo de piadas entre os irmãos mais velhos. Em uma tarde, querendo brincar com seus irmãos, o menino de cinco anos acaba rejeitado. Com isso, resolve buscar Tartufo em seu aquário, para dar um passeio até a lagoa e provar a todos que não é por serem pequenos que não devem ser respeitados. Chegando às margens, Davy coloca o bichinho na água, fazendo-o balançar as patinhas e encorajando-o a boiar. Tartufo se lembra de todas as imagens que viu na televisão: as correntezas do rio, as plantas, os inúmeros animais... e isso lhe enche de coragem! Começa a boiar, contente, ouvindo os elogios do menino, até que uma voz rompe o silêncio. É a mãe dos meninos pedindo para que voltassem. Davy o alcança, mantendo-o entre as mãos, até que hesita em retornar. "Ei, Tufinho, quer dar uma última nadadinha? Eu vou buscar Josh e Jeff. Espera só até eles verem como você nada bem. Melhor do que eles!" O menino recua o braço e atira a tartaruguinha o mais longe que podeE agora? Será que Tartufo agüentará esperar pelo menino? Será que Davy voltará para buscar o seu bichinho? Está anoitecendo e nunca se sabe o que uma floresta pode reservar...